Psicologia do trabalho: o sexto agente de risco

Psicologia do trabalho: o sexto agente de risco

Hector Gustavo de Souza NEDER

Tipo de Obra: Trabalho de Conclusão de Curso

Orientador: Bruno Barcellos SAMPAIO

Data de Publicação: Jul 11, 2019

Descrição:

A psicologia do trabalho é uma área destinada a compreender comportamentos humanos no ambiente de trabalho. Desde as revoluções industriais, as mudanças acerca da saúde no mundo do trabalho foram de grande importância para que aprendêssemos a valorizar e respeitar a vida e conseguíssemos distinguir entre vida pessoal e vida profissional. Atualmente, o número de doenças mentais/psicopatologias relacionadas ao trabalho tem crescido, portanto medidas preventivas devem ser adotadas pelas instituições para que o número de absenteísmo no trabalho e psicopatologias diminua. No âmbito trabalhista com as NR’s (Normas Regulamentadoras) livro onde são descritas normas e regras para a prevenção e organização no ambiente de trabalho, este descreve direitos e deveres entre empregados e empregadores, e sinaliza no ambiente laboral que os colaboradores estão propensos a cinco agentes de riscos. Propõe-se que diante dos fatos de que psicopatologias, exaustores do bem-estar mental que acarreta o mal-estar físico e social, adoecimento e o afastamento dos colaboradores, o livro das NR’s, adote, regulamente e descreva o risco psicológico como o sexto agente, fazendo com que medidas preventivas sejam tomadas em cima desse potencializador, e que a CAT (Comunicado de Acidente de Trabalho) seja baseada não só no CID-10 (Classificação Internacional de Doenças), mas também no DSM-V (Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais) sabendo que esse documento classifica as psicopatologias. Fazer a conscientização da importância do psicólogo organizacional, sendo que este media e faz intervenções para que o colaborador tenha um ambiente laboral satisfatório e mantenha a qualidade de vida na instituição/empresa.