Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade: o uso de medicamentos em crianças na fase de desenvolvimento

Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade: o uso de ...

Polyanna Aparecida SILVA

Tipo de Obra: Trabalho de Conclusão de Curso

Orientador: Fabíola Procópio SARRAPIO

Data de Publicação: Jul 11, 2019

Descrição:

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é uma síndrome caracterizada pelos sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade, sendo um distúrbio neurológico com prevalência maior em meninos do que em meninas. Seu diagnóstico, na maior parte das vezes, advém da fase escolar, onde as crianças passam a maior parte do tempo desenvolvendo atividades que envolvem habilidades cognitivas, psicomotoras e, também, atenção. O tratamento dos sintomas do TDAH envolve atividades físicas / motoras, mudança de hábito e medicação, sendo esta ultima o método mais recorrido quanto ao resultado imediato para amenizar os sintomas. Porém, há casos em que o uso da medicação é excessivo, podendo ser prejudicial à criança na fase de desenvolvimento.  Objetivou-se assim a realização de revisão de literatura em torno da temática da medicação em crianças na fase de desenvolvimento com TDAH, mostrando na prática, a hipótese do uso exacerbado da medicação e a ausência de tratamentos alternativos não medicamentosos. Este trabalho teve como método revisão de literatura e, também, pesquisa de campo através de um questionário semiestruturado. Os resultados obtidos mostraram a média da idade do diagnóstico, quais os profissionais o realizaram, qual sua classificação e qual o método de tratamento mais utilizado e a razão desta escolha. Com este trabalho se pode constatar qual a opção por tratamento mais recorrida, sendo o TDAH do tipo combinado classificado com maior relevância. Pode-se verificar também, através da revisão de literatura, sobre o que é o TDAH, como é feito seu diagnóstico e o uso da medicação.